O tempo que resta, de Giorgio Agamben (5° Jornada)

Na 5ª jornada de “O tempo que resta”, Giorgio Agamben trabalha com duas aporias do pensamento paulino: a entre lei e salvação e entre mistério da anomia e estado de exceção. Se o tempo messiânico não é um tempo futuro como compreender a promessa evangélica no tempo de agora? Como entender um reino messiânico que desativa a lei, a torna inoperosa, sem suspendê-la ou torná-la incompreensível? É da ampla atualidade do conceito de tempo messiânico e da Carta aos Romanos que Agamben se utiliza para pensar o tempo presente.

YOUTUBE: https://youtu.be/mTFSwXatuqE

PODCAST: https://anchor.fm/rogeriomattos/episodes/O-tempo-que-resta–de-Giorgio-Agamben-5-Jornada-e1jfo6o