Da Crise do Petróleo ao atual paradigma monetário internacional

Eleanor e Franklin Roosevelt em agosto de 1932. Luta contínua para um sistema econômico internacional mais justo e de crescimento conjunto.

Importantes medidas políticas da década de 1970 criaram o atual mercado de alto risco e o de derivativos, além do permanente sistema da dívida dos países latino-americanos. Esse foi a época em que o antigo império territorial britânico se transformou num império predominantemente financeiro. Não um segundo Império Britânico, mas o mesmo, atuando em configurações diversas. A compreensão dessa mudança de paradigma econômico é fundamental para se compreender os motivos de a economia internacional, atualmente, estar “congelada”: à beira da falência e ao mesmo tempo em que nunca foi tão dependente dos mecanismos financeiros criados a partir de 1970.

[…]

Uma crônica do liberal-fascismo

O filme The Vice, lançado no Brasil no início de 2019, conta a história do vice-presidente de George W. Bush, Dick Cheney. Retrata-o como um jovem caipira e beberrão que não consegue levar adiante sua formação em Yale. Por intervenção de sua esposa, ele consegue terminar os estudos, largar a bebida e se tornar um burocrata a serviço da Casa Branca no tempo da presidência de Richard Nixon.

[…]

Como o homem vê seus deuses

O homem-deus-besta egípcio e o homem grego representando Hermes e seu filho Dionísio, na escultura de Praxiteles

Na célebre peça de Ésquilo, Prometeu Acorrentado, três visões se dividem: uma em que Prometeu nada mais é do que um traidor, um integrante do grupo dos deuses oligarcas, e que deve ser castigado; na outra, a de um herói revolucionário, apaixonado, de conotações marxistas, e que traz o fogo à Terra; numa terceira visão, não é Prometeu, mas Zeus, o deus oligarca, o personagem trágico da peça.No escudo de Aquiles, descrito por Homero, também toda uma concepção distinta a respeito da visão do homem de seus deuses e heróis pode ser vista. Como isso molda nossa cultura? A qual espécie de deuses imaginamos servir, em nossas mentes e em nossas atitudes cotidianas como atitudes sempre políticas?

[…]